- Nutron Blog - https://blog.nutron.com.br -

Setor de Creche: dicas de manejo para leitões em fase pós desmame

A fase de creche costuma ser repleta de desafios para o produtor, por ser uma etapa complexa na qual qualquer inconveniente pode comprometer o desempenho da produção. Nesse sentido, a transição na alimentação de leitões recém-desmamados deve ser feita de forma cuidadosa, o que uma eficaz solução nutricional pode garantir, de forma satisfatória e com máxima rentabilidade. 

 

Desmame

Os primeiros dias após o desmame, costumam ser intensos. Afinal, os animais acabaram de ser separados das matrizes para desempenhar um novo papel na granja

Após o desmame, os leitões se alimentarão de forma exclusiva de ração, a qual deve ser de alta qualidade para que os suínos alcancem um ótimo desempenho. Entretanto, caso alguns cuidados não sejam tomados, as complicações que podem ocorrer na fase de creche tendem a comprometer a produção. 

Os problemas intestinais, são um dos principais fatores críticos causados pelas alterações ocorridas na microbiologia e na fisiologia do trato digestivo de suínos recém-desmamados. Tais problemas tendem a acarretar queda no ganho de peso ideal para a fase, além disso, podem proporcionar aumento de mortalidade e piora na conversão alimentar do lote

 

Setor de Creche e seus principais desafios

Para evitar a queda no desempenho dos leitões nessa fase tão crucial, é importante executar as boas práticas de produção e estratégias adequadas, para garantir dessa forma, maior produtividade na sua granja. Descubra a seguir quais são os principais desafios enfrentados no setor de creche.

 

Transição alimentar

A alimentação exerce um importante papel em qualquer etapa da suinocultura, porém, é na fase de creche que ela merece maior atenção. A transição de uma dieta líquida para sólida causa alterações no pH estomacal dos suínos, fornecendo um ambiente favorável para a sobrevivência de bactérias patogênicas. 

Além disso, as alterações que ocorrem no intestino após o desmame e a colonização de bactérias podem levar à diarreia, fator que afeta a quantidade da ração consumida, a absorção dos nutrientes pelo intestino e, consequentemente, o desempenho dos leitões.

Portanto, é fundamental que o produtor encontre soluções nutricionais que possam garantir nutrientes de alta digestibilidade a fim de proporcionar maior qualidade entérica, maior absorção intestinal e, com isso, consumo necessário para o desempenho zootécnico e econômico esperado para a fase

 

Aclimatação e socialização

Priorizar o bem-estar animal na troca de ambiente é essencial para garantir uma aclimatação que gere menos estresse para os suínos. Deste modo, com menor riscos relacionados ao estresse de reagrupamento e de novo ambiente, os animais terão maior probabilidade de melhor consumo da dieta sólida. 

Driblar os desafios da creche é possível, através de um manejo nutricional desenvolvido com base em alguns fatores importantes, apresentados a seguir. 

 

Manejo nutricional

Um bom manejo na fase de creche reduz problemas ao longo da produção e promove mais lucro para o seu negócio. No entanto, algumas práticas precisam ser implementadas antes mesmo do desmame, para facilitar a transição alimentar e a adaptação ao novo ambiente. 

Investir em matérias-primas de qualidade é dever do produtor de suínos. Afinal, o rigor na escolha da alimentação assegura aos leitões os nutrientes necessários, além de alta digestibilidade, prevenindo possíveis inflamações intestinais. 

Para isso, rações altamente digestíveis são oferecidas ainda na fase pré-desmame, podendo ser utilizadas também durante a primeira semana de alojamento na creche, facilitando a transição. Outro ponto-chave do manejo nutricional é estimular o consumo de água, que contribui para maior ingestão e absorção de ração.

 

Dicas de aclimatação

Complementando as práticas relacionadas à nutrição dos leitões, conheça as principais dicas para manejo dos leitões.

 

1. Densidade animal

Na fase de creche, os suínos podem ser classificados de acordo com seu crescimento. Portanto, para não gerar competitividade por água e alimento, é importante respeitar a densidade animal de 0,27 leitões/m2 (Normativa IN113 de Dezembro de 2020).

 

2. Antes do alojamento 

Iniciar o aquecimento da sala com bastante antecedência ao alojamento dos leitões. A temperatura recomendada é de 30°C.

Checar todos os comedouros e bebedouros quanto a presença de sujidades/dejetos. 

Revisar os equipamentos de ventilação e aquecimento para garantir um ambiente adequado para os animais. 

Checar se todos os materiais necessários estão disponíveis na granja. Isso inclui peças de reposição para motores/sistemas de alimentação/hidráulicos, medicação, ração, etc. 

Checar equipamentos para medicação via água e injetável. 

Providenciar materiais para enriquecimento ambiental (brinquedos, bolas, palha, entre outros) para reduzir as brigas.

(Referência: Manual Rapid Neoppig, 4.1.3, pág 10)

 

3. Ambiente 

O ambiente na fase de creche é crucial para um bom desenvolvimento durante essa fase. Considerando que a maioria das granjas no Brasil não são climatizadas, sabe-se da dificuldade em manter um ambiente com temperatura estável, principalmente em regiões onde há uma amplitude térmica diária muito grande. Abaixo estão citados alguns pontos para manter um ambiente adequado para os leitões, incluindo qualidade de ar e temperatura.

A manutenção da qualidade do ar, incluindo a concentração de patógenos é muito importante para a alta produtividade. Os principais parâmetros que devem ser levados em consideração, bem como seus níveis máximos e equipamentos para medi-los, estão descritos abaixo:

manual rapid neoppig 10.1 pág 31

(Referência: Manual Rapid Neoppig, 10.1, pág 31)

A temperatura do ar é um item complexo no manejo do ambiente, principalmente em galpões sem sistemas de climatização. Além disso, o fluxo de ar pode alterar a temperatura do galpão dependendo da temperatura externa e interna. Abaixo tabela que exemplifica a temperatura ideal em relação à semana de alojamento.

manual rapid neoppig 10.1 pág 33

  (Referência: Manual Rapid Neoppig, 10.1, pág 33)

4. Vacinação

Cumprir com o protocolo de vacinação previsto tende a prevenir que problemas de saúde afetem os animais na fase de creche. Com a saúde do plantel controlada, o consumo tende a ser efetivo, e a eficiência nutricional garantida. 

 

Dicas de alimentação para creche de suínos

Para facilitar a transição, pode-se utilizar a ração oferecida no pré-desmame nos primeiros dias de alojamento.

Fornecer a ração várias vezes ao dia, estimulando o consumo dos animais, especialmente nos primeiros dias após o desmame.

Verificar se os comedouros estão com ração suficiente e sem nenhuma sujidade/dejetos que atrapalhe/limite o consumo de ração.

Certificar que os leitões aprenderam a utilizar os bebedouros e estão consumindo água é muito importante.

 

Neopigg® Feed traz a solução que você precisa 

O valor nutricional único presente em Neopigg® Feed traz a solução que você precisa para sua granja, com matérias-primas de alta qualidade. Do mesmo modo, os processos de fabricação minuciosos garantem um alimento completo e peletizado, que incentiva maior consumo. 

A ração produzida pela Nutron é composta por ingredientes com alta digestibilidade, proteínas funcionais e aditivos tecnológicos, aliados à mais alta tecnologia de processamento, promovendo péletes macios e baixo teor de finos, ideais para o consumo dos leitões.

A composição nutricional adequada da ração escolhida fará toda a diferença no desempenho dos animais e na rentabilidade da produção. Por isso, conte com esse lançamento da Nutron [1], especialista em soluções para suínos [2].

 

Benefício Econômico

Além de maior qualidade entérica, proveniente dos alimentos de maior digestibilidade e qualidade, do melhor ganho de peso e menor conversão alimentar, Neopigg Feed proporciona maior eficiência econômica da fábrica de ração do produtor, uma vez que as dietas mais complexas, com maior ocupação hora de trabalho da fábrica já estão prontas. 

Neopigg® Feed é a solução perfeita para seu negócio e chegou para te auxiliar na tomada de decisões durante a etapa mais crítica da produção, trazendo programas nutricionais completos para facilitar a transição dos leitões em fase de creche e garantir o crescimento esperado nas fases seguintes. 

Entre em contato [3] para comprovar a eficácia da melhor tecnologia em ração para leitões do mundo na prática!

 

COMPARTILHE:
[4] [5]