Controle de micotoxinas em suínos com Notox Swine

Segundo estimativas da FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), anualmente 25% das culturas alimentares do mundo são afetadas por contaminações por micotoxinas, gerando uma perda em torno de 1 bilhão de toneladas de alimentos, na sua maioria, alimentos de origem vegetal.

As micotoxinas são contaminantes tóxicos produzidos por fungos ao afetarem os mais variados tipos de alimentos, especialmente os vegetais, como os mais variados cereais, frutas e hortaliças. Os cereais são base alimentar para o mundo todo e seu longo ciclo de produção passa por uma série de desafios de ordem natural ou mecânica, afetando desde os processos de plantio, desenvolvimento, maturação, colheita e armazenagem, promovendo um ambiente propício para o desenvolvimento fúngico e, consequentemente, de micotoxinas. Elas, por sua vez, contaminarão os cereais, seja na lavoura ou no armazém, trazendo para a produção de animais um risco considerável de perdas sanitárias e de desempenho zootécnico. O suíno é uma das espécies mais sensíveis para contaminações por micotoxinas e sua alimentação basicamente advém de rações formuladas por cereais. Dentre eles se destacam o milho e a soja.

Os altos níveis detectados de positividade e contaminação, além do alto grau de dinamismo das contaminações por micotoxinas dos principais cereais utilizados para alimentação de suínos, especialmente nos últimos anos, trouxeram para a Cargill Nutrição Animal – Nutron a necessidade de aprimorar o seu portfólio de produtos aditivos antimicotoxinas, utilizados via ração para suínos, para que fosse possível obter um controle efetivo da ação deste tipo de contaminante na produção animal.

Solução completa para Micotoxicoses na suinocultura

Após cinco anos de pesquisa e desenvolvimento, a Cargill Nutrição Animal – Nutron traz para o mercado um novo aditivo antimicotoxinas. O Notox Swine é um produto inovador, resultado de inúmeros estudos químicos, geológicos e avaliações in vitro e in vivo, com amplo espectro de ação, seguro e eficiente para poder auxiliar no controle de micotoxicoses em suínos. Sua composição básica é Montomorilonita, Clinoptilolita e um aditivo orgânico ativado, especialmente desenvolvido para conferir as características necessárias, para oferecer um amplo espectro de controle das principais micotoxinas que afetam a produção.

Devido a sua composição, o Notox Swine possui diferentes tecnologias de combate às micotoxinas, dentre elas destaca-se a tixotropia, elevada capacidade de troca catiônica, grande área superficial distribuída através de poros com diâmetros variáveis e elevada capacidade de inchamento. Estes parâmetros conferem ao produto final uma inovação com base científica, que proporciona resultados comprovados de alta eficiência no controle das micotoxinas do início ao fim do trato gastrointestinal, garantindo a não contaminação dos animais.

Outro ponto importante do Notox Swine é a assegurada ausência de contaminação por metais pesados, dioxinas, furanos e PCBs, além de possuir testes que comprovam sua inocuidade mesmo em doses muitas vezes maior que a recomendada, não adsorvendo vitaminas e minerais presentes na ração.

O produto já está disponível para comercialização desde maio de 2018. Em caso de interesse, procure um técnico da Cargill Nutrição Animal – Nutron  para melhor lhe orientar.

 

Quer saber como alcançar o sucesso na fase de creche na produção de suínos?

Baixe o Rapid Neopigg™ – Manual Nutron® de Manejo de Creche – Clicando aqui!

COMPARTILHE:


Versão de Impressão Versão de Impressão