A Nutron tem cada vez mais atuado junto com o produtor em ferramentas gerenciais que auxiliam na melhoria contínua dos processos e na estabilidade das operações, otimizando margem e gerando sustentabilidade do negócio.

Isto porque entendemos que é importante não só ter uma diretriz técnica para um bom desempenho, mas também que os processos sejam executados de maneira correta e da forma mais eficiente possível. Pensando nisso, o SigmaBeef é a ferramenta de gerenciamento do que acreditamos ser o “coração do confinamento”, focada na gestão dos processos de Fabricação e Distribuição de Dietas. Desenvolvida na forma de Business Intelligence, a plataforma online é intuitiva e tem atualizações diárias para que uma boa gestão da rotina seja realizada.

A Fabricação e a Distribuição de Dietas fazem parte de uma sequência de processos representativos dentro do confinamento que garantem que a dieta formulada pelo nutricionista seja consumida pelo boi no cocho. Mas para que isto aconteça satisfatoriamente, a execução da Fabricação e da Distribuição devem ser monitoradas via indicadores de operação bem delineados e estratificações dos mesmos visando o mínimo desvio possível dos resultados.

Os indicadores do SigmaBeef foram elaborados com base na função de cada um dos processos com as perspectivas de análise da qualidade e produtividade da operação. Este conceito de indicadores antagônicos é utilizado em processos de alto impacto no negócio, visto que, quando focamos em qualidade, pensamos em fazer o processo da maneira correta. Da mesma forma, a o gerenciamento da produtividade tem a visão de realizar o processo com menos recurso. Assim, alinhamos qualidade de processo e custo de produção em um mesmo panorama.

Os indicadores que objetivam a gestão da qualidade dos processos são chamados de Conformidade de Fabricação e Conformidade de Trato. Para ambos os processos são definidos limites aceitáveis de desvio em quilos e, desta forma, cada carregamento ou trato é classificado como “Conforme” ou “Não Conforme”.

 

Painel de Gestão de Fabricação com o indicador de Conformidade de Fabricação e Desvios Médios por Ingrediente.

 

 

Painel de Gestão de Trato com o indicador de Conformidade de Trato e Desvios Médios por Motorista. Também há um acompanhamento histórico dos resultados bem como outras estratificações relevantes para o conhecimento do processo.

 

Um detalhe importante desta metodologia, é a definição do desvio na unidade em quilos, e não em percentual em relação ao previsto, pois, através de vários estudos estatísticos, comprovamos que os desvios são característicos e têm maior correlação com infraestrutura, máquinas, mão-de-obra e material e não variam em relação aos volumes previstos. Desta forma, quando se define o limite aceitável em valor percentual fixo, independente do volume da fabricação ou trato, volumes previstos extremos são distorcidos, com penalização da meta em volumes menores e “afrouxamento” em volumes maiores.

 

Correlação demonstrando que volume Previsto não interfere no desvio em Kg para fabricação. O mesmo acontece no processo de Distribuição.

 

Além do mais, o gerenciamento destes processos através dos desvios aceitáveis em Kgs respeita o princípio da Autoridade e Responsabilidade. Ou seja, quando a meta de desvio fica clara e atingível através da visualização nos visores de balança, os operadores têm autoridade sobre o processo e podem ser responsabilizados pelo resultado, o que não acontece quando se define desvios aceitáveis em percentual do volume previsto.

A metodologia de conformidade por quilos gera vários benefícios, desde maior engajamento das equipes e melhores resultados, que puderam ser vistos em um comparativo realizado em um confinamento no estado de São Paulo em Maio/2019. Com a mudança da metodologia de % do Volume Previsto para Desvio em Kgs os resultados nos cenários de antes e depois demonstraram melhorias em Desvios absolutos e Conformidade dos processos, conforme gráficos abaixo.

 

Aumento nos índices de Conformidade de Fabricação e Conformidade de Trato

 

Melhoria nos Desvios Absolutos em Fabricação e Trato.

 

Quando falamos de indicadores relacionados à produtividade nada mais são do que a mensuração do volume fabricado ou distribuído em função do tempo. Desta forma, são gerenciados os índices de Produtividade de Fabricação e Produtividade de Distribuição na unidade de toneladas por hora. É importante que se faça o acompanhamento desses indicadores principalmente em projetos que dependem da otimização de recursos humanos e infraestrutura, priorizando diminuição de custos fixos e otimização de margem. Os índices de Produtividade são comumente utilizados em confinamentos nos EUA onde a Mão-de-Obra é mais onerosa e a gestão da produtividade passa a ter ainda maior impacto.

 

Gráfico histórico de Produtividade de Fábrica do SigmaBeef

 

Além de todos estes enfoques de qualidade e produtividade que garantem que a dieta formulada será fornecida para os animais com eficiência, vale lembrar que a estabilidade desses processos também é premissa básica para a execução de um bom manejo de cocho, visto que qualquer desvio pode dificultar todo o trabalho realizado nas leituras de cocho e tomada de decisão.

Com tantas evidências de impacto destes processos no desempenho zootécnico e lucratividade do confinamento é indiscutível a relevância de uma ferramenta de gestão eficiente com metodologia gerencial para a melhoria dos resultados.

Tome uma decisão de peso na sua produção. Conte com o SigmaBeef para otimizar seus resultados! Fale com seu consultor Nutron e deixe a sua produção mais inteligente e lucrativa.

 

 

 

 

COMPARTILHE:

Conheça Probeef a linha de suplementação em pasto da Nutron e acompanhe as novidades na página da Probeef no Facebook



Versão de Impressão Versão de Impressão