Não é de hoje que a participação feminina vem crescendo em vários setores, inclusive no agronegócio. Thays Quadros, Consultora de Adsorventes da Cargill vê isso como uma mudança positiva para o mercado. “Esse número vem aumentando, não só no agronegócio, mas sim em outros setores. E o motivo disso é o empoderamento feminino, sentirmos que podemos atuar em vários lugares. Que o nosso lugar é onde nós queremos estar. Somos motivadas, desde a geração das nossas mães, que já possuem uma mentalidade de criar uma filha para ser independente. Vejo que essa participação é fruto disso mesmo; do que nós estamos buscando quanto mulheres e o quanto as empresas têm visto isso com bons olhos e o quanto vem fortalecendo o número de mulheres que estão se formando para trabalhar com agronegócio”, explica.

Os desafios são constantes, mas estar em campo é o maior deles. “Acredito que o primeiro desafio para nós é com relação às estruturas que encontramos pelas estradas, com relação a banheiros limpos, um local que possamos nos sentir à vontade. O segundo é quando vamos aos clientes que estão no campo e eles não estão esperando uma mulher. Ele espera um homem que use botina e que esteja realmente trajado para estar no campo. Quando eles se deparam com uma mulher, que está adequadamente vestida, mas não dentro do que ele imaginou. Porém, como driblar isso? Isso é relacionado ao conhecimento, a empatia pelo cliente, a maneira como nos colocamos, a forma como conduzimos as visitas e as reuniões. Aprendemos em treinamentos como lidar com isso, com o apoio dos líderes para obtermos força e segurança”, diz Thays.

Zootecnista, Thays encontrou na Cargill o que precisava para sua carreira. “O que me motiva, a paixão que tenho por trabalhar é sempre poder aprender. Vejo que quando nós abrimos para aprender é o que nos motiva a estar vivos, uma vez que achar que sabemos de tudo não dá mais motivos. Posso trocar experiências e aprendizados com meus colegas de trabalho, ter abertura com os líderes para expor minha opinião”, conta.

A mulher está acrescentando ao agronegócio uma visão mais específica, mais detalhada. O entendimento do negócio como um todo ajuda a se destacar em meio aos desafios. A facilidade em adotar novas tecnologias aprimoram a experiência feminina. “Vejo que as tecnologias nos aproximam do mundo. Hoje, você não precisa necessariamente estar pessoalmente para resolver as coisas; podemos marcar calls por Skype, resolver as coisas pelo WhatsApp, pelo telefone. Isso permite que as pessoas estejam em vários lugares ao mesmo tempo”, finaliza Thays.

COMPARTILHE:


Versão de Impressão Versão de Impressão